FELIZ COM A VIDA Vida Nômade

FÊLIZ COM A VIDA: PARTE 1, O PROJETO

8 de julho de 2013

Hoje começa uma nova fase da minha vida e eu convido você a me acompanhar nessa aventura que é a busca por uma vida mais feliz!

Este é o primeiro de uma série de 4 posts sobre meu novo projeto, o FÊliz com a vida. Sim, o FÊ é de Fernanda, mas a idéia é que todos sintam-se inspirados a fazer o que for preciso para ter uma vida com mais significado!

Antes de contar que projeto é esse, vou contar um pouquinho da minha história para vocês.

Eu nasci em uma família de classe média baixa de São Paulo. Por classe média baixa entenda: estudei em colégio público na Zona Leste (periferia) da cidade, comecei a trabalhar aos 16 anos para poder pensar em fazer faculdade, paguei minha própria faculdade, comprei meu primeiro carro usado aos 24 anos parcelado em 60 vezes e só consegui fazer um curso de inglês aos 27 anos.

Ao contrário do que muita gente pode pensar ao ler isso, a minha vida não teve nada de difícil. Tudo isso fez com que cada vitória tivesse um gosto ainda mais especial e todas elas fizeram com que eu me tornasse quem eu sou hoje em dia.

Mas, também não dá para ser hipócrita e dizer que não foi sacrificante e às vezes cansativo. Justamente por isso, meu objetivo principal sempre foi ganhar dinheiro. Afinal, você deve conhecer o ditado popular: “Dinheiro não traz felicidade. Manda comprar.” não é?

Meu maior sonho sempre foi conhecer o mundo. E foi depois da minha primeira viagem internacional para Buenos Aires, que eu tive certeza de que era isso o que realmente me fazia feliz.

Conhecer lugares, provar novos sabores, sentir novos cheiros, conhecer pessoas e ouvir suas conversas em outras línguas (mesmo não entendendo nada) virou o meu maior hobby e este passou a ser um dos meus maiores estímulos para trabalhar muito e ganhar ainda mais dinheiro.

Foi em uma das minhas viagens, há dois anos, sentada sozinha observando as pessoas que andavam pelas ruas de Madrid que eu comecei a pensar que o mundo era muito menor do que eu achava quando era mais nova. Só que mesmo que eu tivesse todo o dinheiro que eu sempre quis ter para explorá-lo, eu não tinha algo mais importante: TEMPO!

Percebi que eu passava um ano inteiro trabalhando para ter 20 dias incrivelmente felizes e, nos outros 345 trabalhava loucamente. Eu chegava de férias planejando o próximo destino, assim eu teria uma luz para perseguir no fim do túnel. E, enquanto esperava, me presenteava com mimos bobos e caros como roupas, bolsas e sapatos para compensar.

“O homem sacrifica sua vida para juntar dinheiro. Então, perde seu dinheiro para recuperar a saúde. Vive pensando ansiosamente no futuro de tal forma que acaba por não viver o presente, nem o futuro. Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido.”
– O Dalai Lama

Dinheiro vs. Tempo

É claro que esta equação é a mais complicada de ser resolvida porque estamos falando de grandezas inversamente proporcionais. Quanto mais dinheiro você tem, menos tempo você terá e vice-versa (salvo raras exceções).

Sendo assim, o primeiro passo para colocar meu projeto em prática foi entender qual era a real importância do dinheiro na minha vida, já que dediquei tantos anos pensando apenas nisso. Foi quando percebi que, de todo o dinheiro que eu ganhava, pelo menos 40% eram gastos em coisas que não me faziam mais feliz, como os tais “presentes” que eu achava que eu merecia por trabalhar tanto ou conveniências que nada mais é do que comprar o seu tempo perdido de volta.

Fiz um teste e parei de comprar coisas que não fossem ter uma utilidade específica por 6 meses. Não só consegui juntar mais dinheiro do que em toda a minha vida, mas notei que nada do que eu deixei de comprar me fez qualquer falta.

Isso me fez entender que grande parte do tempo e da atenção que eu dedicava ao dinheiro fazia com que eu tivesse uma falsa sensação de que precisava de tudo aquilo, quando na verdade estava acumulando uma grande quantidade de coisas inúteis, além de estar inconscientemente me privando – por falta de tempo – de mais momentos especiais com amigos, família, de conhecer novos lugares e viver novas experiências que é o que me fazia genuinamente feliz.

Assim nasceu o projeto FÊliz com a vida! De uma vontade enorme de provar para mim mesma que eu não precisava do status de Diretora de Contas em uma das maiores agências de propaganda do Brasil, de roupas caras ou de todo aquele dinheiro que eu achava que era preciso para explorar o mundo e ter uma vida mais feliz.

Pedi demissão, comprei uma passagem só de ida e nos próximos posts contarei mais detalhes dessa jornada! Não deixe de acompanhar 😉

Imagem: arquivo pessoal. 

You Might Also Like

30 Comments

  • Reply Cristiane 23 de agosto de 2013 at 00:27

    Fe a lindo!!!! Ficou maluca neh rs. Rs rs
    Adorei quero saber + sim
    Um bjao

  • Reply Mark David Fourman 23 de agosto de 2013 at 02:48

    Congratulations on your first post. I’m looking forward to following your journey.

  • Reply Silvano 30 de agosto de 2013 at 04:04

    Show de bola, Fê!
    Curta muito sua nova vida. Um beijo!

  • Reply Rosângela 30 de agosto de 2013 at 11:38

    Fe!!! Seja feliz e dê muitas dicas pra nós!!!!!

  • Reply Bruna 22 de outubro de 2013 at 18:55

    Li todos os seus posts e estou encantada com tudo o que você compartilha aqui! Fico muito, muito feliz mesmo por poder ler sites como o seu e encontrar pessoas com os mesmos “projetos e planos que os meus”. Admiro muito a sua garra durante toda a sua vida. Você é uma mulher de fibra, pelo pouco que pude notar. Desejo sucesso em tudo o que for fazer, especialmente nesse novo momento da sua vida. Que você possa se encontrar e encontrar o que, de fato, te faz feliz.

    Beijo!

    • Reply Fê Neute 22 de outubro de 2013 at 19:03

      Bruna,
      É o carinho de pessoas como você que me inspira a continuar escrevendo cada vez mais nesse blog. O que começou como algo que documentaria uma experiência importante da minha vida, aos poucos está inspirando àqueles que querem ter uma vida mais feliz. Espero continuar podendo trazer cada vez mais gente bacana como você para essa comunidade! Obrigada por todos os seus comentários super carinhosos! Um grande beijo!

  • Reply Sharon 7 de dezembro de 2013 at 05:06

    Tô aqui quase chorando de alegria por te ver fêliz 🙂 Não te conheço, mas quero ser sua amiga 🙂 Obrigada pela inspiração <3

    • Reply Fê Neute 11 de dezembro de 2013 at 17:45

      Aww, que fofa!
      A melhor parte de ter esse blog são as pessoas que passam por aqui!
      Se você está lendo, pode se considerar uma amiga 😀

  • Reply Thaís 12 de dezembro de 2013 at 19:40

    Nossa, realmente me identifiquei!!!! Aos 30 anos de idade me sinto plena e feliz, mas sem tempo para a vida. O ano novo vai se aproximando e as minhas reflexões vão só aumentando: preciso realmente de tudo isso para ser feliz? Com certeza te acompanharei e seu blog já está nos meus favoritos! Abraços e seja Fêliz com a vida, hoje e sempre!!!

  • Reply Yoko 9 de Janeiro de 2014 at 15:24

    Oi, Fê!

    escobri seu blog hoje e já percebi que ainda tenho muito a ler. Entretanto, tudo que já li, eu adorei!

    Estou impressionada com seus textos! Acho que precisava disso nesse momento da minha vida!

    Continuarei a ler!!!

    🙂

    Um beijo

  • Reply Ednayde 27 de Janeiro de 2014 at 02:26

    Colei em você. Penso exatamente como você, a única diferença é que nunca foquei no dinheiro e sempre soube que a felicidade está além de possuí-lo. Sempre quis conhecer o mundo, mas a falta do dinheiro não me permitiu vê-lo com meus próprios olhos, então aprendi que posso viajar pela viagem dos outros, e desde então tenho curtido cada foto, cada blog, cada post dos que tiveram a coragem e o desprendimento de fazer isso por mim…adorei teu blog, e tenha certeza que eu COLEI EM VOCÊ! Bjo grande

  • Reply Carol 7 de Maio de 2014 at 14:02

    Caracaaaa, caí no seu blog através do Administradores…me identifiquei taaanto!!!

    Tenho 29 anos e já visitei 21 países nos meus 30 dias disponíveis de férias anuais e sigo trabalhando os outros 335 …

    Sempre digo que vivo e trabalho para viajar, nas férias, em qq feriado e a mínima oportunidade q aparece, estou eu planejando a próxima viagem, que me faz ter fôlego para continuar…(btw, meu primeiro destino tbm foi BsAs!!)

    Sério, virei sua fã…meu sonho largar tudo e cair pro mundo, mas meu senso de responsabilidade não deixa e assim sigo coordenando da forma que posso…mas nunca sem deixar de alimentar meu espírito com as viagens!!! Depois com calma vou ler seus outros posts, mas á fui com sua cara “de cara”!!!

    Beijos

    • Reply Fê Neute 7 de Maio de 2014 at 14:34

      É isso aí, Carol!
      Você é das minhas. Era impensável para mim fazer o que eu fiz. Mas olha aí, aqui estou!
      Beijos e continue com suas viagens 😀

  • Reply Leticia 19 de junho de 2014 at 15:23

    Fe, tenho 19 anos, faço publicidade e propaganda e acabei de voltar de buenos aires (minha primeira viagem internacional) achei seu blog procurando historias de pessoas apaixonadas pelo mundo… e achei. Acho muito bacana a maneira que vc se posiciona referente a vida e como ve o mundo. Seu post me vez pensar nos presentes que eu me dou e que na verdade não são, me fez pensar no que o dinheiro representa na minha vida… bem, espero que sua jornada seja linda! graditão por compartilhar conosco!

  • Reply Van Rodrigues 25 de junho de 2014 at 16:00

    Fê, PARABÉEEENS!!!
    É issooo, a Vida é tão preciosa e precisa ser degustada e apreciada sem moderação!
    Goo Fê!!!
    Bjbjbj!
    Van Rodrigues

  • Reply Naza 30 de julho de 2014 at 18:04

    Hey se estiver em medellin ainda, passe no parque el retiro, com um belo caminho pelas chacras do pessoal de medellin é um pueblito bem pitoresco e agradavel – e em medellin o paque explora é sensacional.

    Little tips

    By

    • Reply Fê Neute 1 de agosto de 2014 at 13:43

      Oi Naza! Com certeza vou colocar na minha lista!
      Obrigada pela dica 🙂

  • Reply Camilla 15 de setembro de 2014 at 12:03

    Tudo lindo, marca, texto, vida! Você é uma inspiração pra mim, te “conheci” a pouco tempo e já gosto do seu estilo de escrever e de viver. Um dia também vou ter esse ato de coragem, de agor com o coração, e viver o que sou. Até lá, fico me preparando pra isso e lendo suas histórias. 🙂

  • Reply Amanda 15 de setembro de 2014 at 13:12

    Fê linda!
    Tão gostoso ler seus posts! Vou ficar acompanhando daqui e torcendo pra um dia você passar aqui pelo Rio (ou quem sabe te encontrar em outro lugar do mundo!) e a gente se conhecer. 🙂
    Uma beijoca!

  • Reply Ana 15 de setembro de 2014 at 13:43

    Fe, como comprou a passagem só de ida? E a burocracia, visto…?

  • Reply Alessandra 15 de setembro de 2014 at 15:59

    Parabéns Fernanda! Estou AMANDO o site! Está nos meus favoritos para poder acompanhar sempre!! É muito bom ter algo para ler que nos trás felicidade e amor! E saber que mais pessoas estão nesta sintonia maravilhosa!! Muito sucesso, luz e prosperidade na tua caminhada!
    Vou estar na torcida e na expectativa dos próximos posts!
    Grata por você despertar esse sentimento em mim!
    Um forte abraço!

  • Reply Patricia Leardine 16 de setembro de 2014 at 21:35

    Que lindo! Eu já acompanho o blog, mas tenho que certeza que vai ficar ainda melhor. Continue esbanjando toda essa inspiração e contando a sua história sobre a felicidade!

  • Reply Aline Mehedin 25 de setembro de 2014 at 22:43

    Nossa, Fê, super me indentifiquei com você. Também venho de uma família de classe média baixa, sempre estudei em colégios públicos, comecei a trabalhar com 15 anos e só assim pude pagar minha própria faculdade. Estou a dois dias de completar 31 anos e essa vontade louca de querer ser mais feliz 365 dias por anos só vem crescendo. Há seis anos encontrei minha alma gêmea que é muito parecido comigo no que diz respeito a planos e sonhos, somos os dois professores de Inglês e tradutores e há dois anos começamos nosso planinho de pôr os pés na estrada. Se tudo der certo, ficaremos no Brasil por uns dois ou três anos apenas e depois o mundo será a nossa casa. Sei que há riscos envolvidos numa decisão como esta, mas prefiro ir e quebrar a cara ou não do que chegar no meu leito de morte e ficar me lamentando…poxa, por que não persegui aquele sonho…. Meu marido e eu damos um duro danado todos os dias, trabalhamos muito, tempos pouco tempo livre, mas sabemos que é para poupar o dinheiro que precisamos para realizar o que queremos. Parabéns pelo blog, é muito legal. Dia 30 de Novembro estamos lançando o nosso http://www.homeinabag.com. Ficaremos felizes se você der uma passadinha por lá em Dezembro. Projetos como os nossos só servem para provar que a nossa felicidade só depende de nós e de mais ninguém! Beijos e bon voyage!

  • Reply Marcus 29 de dezembro de 2014 at 19:59

    Parabéns pela iniciativa e pelas palavras motivadoras.

  • Reply Adriano Pavezi 9 de Janeiro de 2015 at 08:29

    Vivemos atolados de coisas para fazer, achando que ler e ler sites esta nos ajudando a obter conhecimento quando na verdade, como disse Cortella (Mário Sérgio Cortella), “não estamos navegando e sim naufragando”. Raramente encontramos sites que nos inspire, que nos emocione, que nos faz repensar, que nos faz rever. Seu site foi assim, encontrado totalmente de forma involuntária, mas que serviu para o momento de mudanças que se passa em minha vida profissional e pessoal. Não as mudanças radicais (será) que fez em sua vida, mas pequenas mudanças provocadas por terceiros e que nos faz analisar até onde somos “senhores de nosso destino”.
    Parabéns pelo site FÊ e que sua história seja enriquecedora para todos.

  • Reply Allan 14 de Fevereiro de 2015 at 21:37

    Olá Fê, fiquei muito contente em conhecer seu blog, você está me inspirando muito, principalmente por conta da sua história. Temos uma história bem parecida, sei que estou no começo da jornada, com 22 anos, e sinto que a importância que damos para o dinheiro é por conta do meio em que vivemos e nascemos, hoje você está me apresentando novas formas de ver. Espero um dia contar minha história e que seja construída em cima de valores e de fazer o que realmente gosto!

  • Reply Vania Mezzadri 27 de Maio de 2015 at 10:20

    Oi Fê, conheci seu blog hoje! Compartilho com você cada palavra escrita neste post! Tem uma hora que o mundo chama e não adianta.
    Eu estou diante do balde cheio de água com uma bela vontade de chutar! Tenho lido sobre histórias lindas e inspiradoras que só tem acrescentado e mostrado que o mundo é mais que roupas que estão dentro do código de conduta ;-). Obrigada por compartilha sua história, definitivamente ela influência em grandes decisões. bjs Vã

  • Reply Kellyn 11 de junho de 2015 at 11:44

    Nossa eu concordo plenamente com vc FE é isso ai mesmo tem que fazer o que te faz feliz, minha paixão é viajar e conhecer o mundo, mas estou numa fase de primeiro conquistar as coisas, tenho só 21 ano ultimo ano de faculdade se Deus quiser, e já tenho conquistado bastante coisa, mas meu objetivo não é fica se matando de trabalhar, eu quero é viajar.

  • Reply Anny Denardi 4 de agosto de 2016 at 19:26

    Segundo post que leio do seu blog e já estou apaixonada por seus textos, confissões desabafos, senhor quero ver todos os outros. Te desejo toda a felicidade do mundo. Também tenho vontade de conhecer o mundo.

  • Reply Ana Paula 15 de setembro de 2016 at 22:39

    Olá, Fê, acabei de conhecer seu blog e simplesmente amei… Há pouco conheci o estilo MINIMALISTA e pretendo evoluir cada vez mais, deixando de lado o consumismo desnecessário. Bjos

  • Leave a Reply